radium
Caro(a) Visitante:
Bem vindo/a ao radium.
Um local onde você pode conviver.
Bem estamos vendo que está deslogado ou não está inscrito.
Se ainda não se inscreveu venha se juntar à mais fantástica familia.

Divirta-se!
radium

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

TAP faz voo extra para cidadãos retidos no Mali

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Devshark

avatar
Banido
Banido

Militares realizaram, na passada quinta-feira, um golpe de estado no Mali. 15 portugueses retidos naquele país africano regressam hoje a Portugal.

A companhia aérea portuguesa vai disponibilizar um voo extra para cidadãos retidos no Mali, depois do golpe de estado militar da passada quinta-feira. Entre os passageiros, estão 15 portugueses.

A TAP vai fazer, esta terça-feira, um voo extra para trazer cidadãos retidos no Mali, na sequência do golpe militar da semana passada. Uma fonte oficial da companhia aérea disse à agência Lusa que o voo parte de Lisboa às 20 horas e tem chegada prevista para as 23.15 horas. O regresso ao aeroporto da Portela está previsto para as 5.05 horas de quarta-feira.

Para já, a TAP tem 107 passageiros registados para o voo, entre os quais 15 portugueses. Miguel Guedes, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros, adiantou na quinta-feira à Agência Lusa que foram identificados cerca de 20 portugueses em Bamako e que "estão bem".

Segundo a fonte oficial da TAP, serão transportados, no voo extra, 14 portugueses de um grupo que fazia atividade de todo-o-terreno, acompanhados por um fotojornalista. A companhia aérea admite, no entanto, que o número de passageiros possa aumentar, uma vez que o avião tem capacidade para 150 pessoas.

"A operação extra de hoje tem como objetivo trazer as pessoas que estão lá [no Mali] retidas dos voos anteriores", afirmou a fonte oficial da TAP. A mesma fonte recordou ainda que a companhia aérea retoma na quinta-feira a sua operação normal para o Mali.

Esta segunda-feira, o Mali reabriu parcialmente as suas fronteiras aéreas e terrestres, encerradas após o golpe de Estado militar de quinta-feira da semana passada, dia 22 de março. O golpe de Estado derrubou o governo do presidente Amadou Toumani Touré semanas antes das eleições presidenciais, previstas para 29 de abril.





Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum